Núcleo de Santa Iria da Azóia visita Aljustrel

Actividade > Notícias 

l1040016O núcleo da URAP de Santa Iria da Azóia organizou uma visita ao concelho de Aljustrel, no passado dia 25 de Outubro, na qual participaram 25 companheiros, entre os quais Aurélio Santos, coordenador da URAP e um representante da Junta de Freguesia, Rogério Pedro, também ele sócio da URAP.

aljustrel2Pela manhã, os visitantes foram recebidos pelo Presidente e dois vereadores da Câmara de Aljustrel. Nesta recepção intervieram, o Presidente da Câmara, que deu as boas vindas, Diamantino Torres, pelo núcleo de Santa Iria da Azóia, Rogério Pedro, pela Junta de Freguesia desta localidade e ainda Aurélio Santos, pela Direcção da URAP.  

aljustrel3Os participantes tiveram a oportunidade de visitar um monumento alusivo à luta contra o fascismo, da autoria do escultor Jorge Vieira. De seguida, visitaram a "Nossa Senhora do Castelo" e o Museu Municipal de Aljustrel dedicado à arqueologia, espólio das minas e à história do concelho. Como referem os companheiros, "a visita a este museu ficará para sempre na memória de cada um de nós", pois, "ajudou-nos a entender melhor o quão difícil, duro e arriscado, perigoso e violento é o trabalho do mineiro". "Fomos confrontados com a dura realidade da exploração feita aos trabalhadores da mina e seus familiares há várias dezenas de anos", numa vista cujo guia do museu era, ele próprio, filho, neto e bisneto de mineiros.

aljustrel1Após o almoço, durante o qual a edilidade ofereceu à URAP uma peça representando o Grupo Coral dos Mineiros de Aljustrel, a visita prosseguiu em direcção ao exterior das minas e à Central de Compressores da Mina de Algares, onde foram dadas explicações sobre a forma de funcionamento e produção da mina.



aljustrel5À tarde, foi a vez do Museu Rural da freguesia de Ervidel, onde, depois da recepção do Presidente e Vice-Presidente da Junta, se procedeu à visita da exposição de objectos e peças ligados ao trabalho do campo duma riqueza enorme do ponto de vista da demonstração de como era esse trabalho. "A terra, a charrua, o animal (que a puxava) e o homem que tudo conduzia na sua intervenção para transformar o trabalho em pão". Aqui também houve a oportunidade de participar na inauguração de uma exposição de brinquedos artesanais de um jovem artesão.

A visita terminou num convívio recheado de produtos regionais no qual também compareceu um grupo de música popular. Esta iniciativa, considera o núcleo, "terá sido um importante apoio à luta que o povo de Aljustrel trava e um contributo para o aparecimento de um núcleo da URAP em Aljustrel"