Almada inaugura Monumento ao Marinheiro Insubmisso

Actividade > Notícias
 
marinheiro_insubmisso_1_foto_cmaA URAP esteve presente no sábado dia 30 de Maio de 2009, no Largo do Centro Cívico da freguesia do Feijó, no concelho de Almada, na inauguração do Monumento ao «Marinheiro Insubmisso».A cerimónia contou com a presença de muitos cidadãos do concelho e arredores e com a actuação da Banda da Armada Portuguesa.
marinheiro_insubmisso_3_foto_cma
 O Monumento ao "Marinheiro Insubmisso", da autoria do escultor Rui Matos, homenageia os Marinheiros da Armada Portuguesa que, a 8 de Setembro de 1936, se revoltaram contra o regime, expressando o seu descontentamento e indignação pelas perseguições, prisões arbitrárias e expulsão daqueles que, no seio da Marinha, lutavam contra o Estado Novo. Esta sublevação resultou na morte de cinco marinheiros e na condenação de 82, sendo que destes 34 foram enviados para o Tarrafal, em Cabo Verde.
 
marinheiro_insubmisso_2_foto_cmaNa Mesa da Inauguração usaram da palavra o representante da Comissão Organizadora do Monumento, Manuel Custódio, o Presidente da Junta de Freguesia do Feijó, um representante dos praças da Armada, o Coordenador da URAP, Aurélio Santos, o único sobrevivente da Revolta e sócio da URAP, José Barata, e a Presidente da Câmara Municipal de Almada que proferiu um discurso muito eloquente sobre a homenagem celebrada, estando também presente um representante do Estado Maior das Forças Armadas.
 
fotografias com a cortesia da Câmara Municipal de Almada