Polícia identifica jovens que pintavam mural da URAP

Actividade > Notícias

mural_urap_amadoraQuatro jovens do núcleo da Amadora da União de Resistentes
Antifascistas Portugueses (URAP) foram identificados e ameaçados de detenção na passada sexta-feira,31 de Julho, quando pintavam um mural. A polícia acusou-os de desrespeitarem a lei e de danificarem a propriedade pública. Apesar da pressão, o mural foi concluído e apela à luta e à resistência contra o fascismo.
 
Num primeiro momento, um transeunte que se apresentou como polícia
quis interromper os membros da URAP e garantiu-lhes que seriam detidos
se não o fizessem. "Já conheço a vossa música" e "quero lá saber das
vossas tretas", chegou a dizer. Visivelmente exaltado, tirou várias
fotografias aos jovens antifascistas. Em nenhum momento se quis
identificar apesar das várias ameaças que proferiu.

Contudo, não conseguiu silenciar o muro da Avenida Salvador Allende,
na Amadora. Depois da conclusão da pintura, chegou a Polícia Municipal
e a PSP para identificar os quatro autores desse inqualificável crime
que é o de exercer o direito à liberdade de expressão política. Neste
caso, precisamente em defesa da democracia e da luta contra o
fascismo.