Almoço de Aniversário da URAP na Voz do Operário

almoo_aniversario_urap_2011_2s.jpgAssinalando a passagem do 35.º aniversário da fundação da URAP mais de cinquenta sócios e amigos juntaram-se nas instalações da Voz do Operário em Lisboa no passado dia 14 de Maio para o seu almoço de aniversário.

Antes mesmo do almoço, o presidente da Mesa da Assembleia-Geral, Levy Baptista, entregou à coordenadora do Conselho Directivo da URAP, Marília Villaverde Cabral, a medalha com que foi agraciado pela Assembleia da República, relativa aos 50 anos da Declaração Universal dos Direitos do Homem, juntamente com Frei Bento Domingues, no final de 2010, em representação da Comissão Nacional de Socorro aos Presos Políticos (CNSPP).

Como herdeira da CNSPP nas suas actividades e onde muitos dos seus membros continuaram a intervir após 1976, a URAP ficou como depositária deste reconhecimento institucional que o poder legislativo promoveu à CNSPP na sequência de um abaixo-assinado que recolheu milhares de assinaturas e de várias iniciativas no âmbito das homenagens pelo 40.º aniversário da sua fundação. Após a entrega da medalha, Marília Villaverde Cabral dirigiu palavras de agradecimento e reconhecimento a todos os que deram o seu contributo inestimável à CNSPP e à URAP, durante vários anos.

Após o almoço, coube a David Pereira, do Conselho Directivo da URAP, fazer a intervenção em representação da Direcção, em que referiu o valor do trabalho realizado por todos os antigos e actuais membros dos seus órgãos sociais, tal como por muitos dos sócios nos núcleos e delegações no País. Enalteceu igualmente o trabalho da URAP relativamente à preservação da memória da luta e resistência antifascista e a sua defesa da verdade sobre o fascismo em Portugal, lutando contra quaisquer tentativas mais ou menos dissimuladas de branquear os seus crimes, os seus beneficiários e os seus serventuários, assim como a luta pela defesa das conquistas que a Revolução de Abril e o processo que se lhe seguiu garantiram ao povo português. Referiu ainda o trabalho desenvolvido pela URAP em várias frentes, destacando o trabalho junto das crianças e jovens nas instituições de ensino um pouco por todo país por altura das comemorações do 25 de Abril, a sua intervenção no plano do contacto institucional, designadamente autárquico, através de protocolos de cooperação e os seus contactos internacionais, quer através da actividade da FIR, quer através de outros meios de contacto externo como as visitas guiadas.

Todos os presentes saíram confiantes de que este trabalho pode e deve continuar e reforçar-se.