URAP organiza viagem às cidades da Guerra Civil Espanhola

guernica_picasso.jpegA URAP vai realizar uma viagem pelas Cidades da Guerra Civil Espanhola em 2012. Todos os interessados devem contactar a URAP para

Telf. 213576083 - das 14h às 16h30
TM - 914891139 - 960448337


A viagem incui as visitas a Madrid ,Burgos, Bilbau,Guernica, San Sebastian, Zaragoza e Barcelona.
Os interessados podem inscrever-se agora mediante um sinal de 100 euros e garantirão o seu lugar.

 

INFORMAÇÕES E INSCRIÇÕES:

Encarnação Raminho e Rosa Macedo

URAP - Rua Bernardo Lima, n.º 23 - 1º Esq.

1150-075 LISBOA

Telefone e Fax: 213 576 083 (das 14H00 às 16H30)

Telemóvel : 914 891 139

e.mail: Este endereço de email está protegido contra piratas. Necessita ativar o JavaScript para o visualizar.


PROGRAMA


1º Dia - Lisboa/Madrid

Comparência em local e hora a determinar e partida no voo TP 1010, pelas 07h05 com destino a Madrid. Chegada prevista para as 09h20 e transferência para o centro.

Almoço em restaurante local.

Durante a tarde, visita (interior) do Museu D. Sofia. Após a visita, início de uma panorâmica da cidade, com destaque para os seus principais bairros e monumentos: Plaza de Espanha, com o monumento ao grande escritor espanhol Cervantes, autor do "Dom Quixote de La Mancha", Gran Via, a principal artéria comercial da cidade ladeada de belos edifícios, a Plaza Cibeles, o Paseo del Prado com o seu famoso museu, a antiga estação ferroviária de Atocha, hoje decorada com um belíssimo jardim tropical, o Parque do Retiro, a Plaza de Toros de Las Ventas (a mais bela de Espanha), o Paseo de la Castellana (a principal avenida da cidade com os seus bonitos jardins e fontes), a Plaza da Puerta del Sol (com o relógio que dá a hora oficial da Espanha) e a cidade universitária, local onde se desenrolaram algumas das batalhas, que com a participação de brigadistas e de jovens republicanos, procuraram defender a cidade


Madrid sofreu muito com a guerra civil; as ruas da cidade eram autênticos campos de batalha devido ao facto de ser um dos principais núcleos republicanos em Espanha. Durante esta guerra, foi alvo dos primeiros bombardeamentos aéreos contra civis da história da Humanidade. Mais tarde, já durante a ditadura de Francisco Franco, principalmente nos anos 1960, o sul de Madrid tornou-se numa área muito industrializada e assistiu-se a um êxodo rural a grande escala que fez disparar a população da cidade.


Terminada a visita, continuação para o hotel ( 4* central). Jantar e alojamento.


2º Dia - Madrid

Pequeno-almoço no hotel. Em hora a determinar, saída para uma visita do Museu do Prado, com guia local.

Num edifício de estilo neoclássico, construído no fim do século 18, em Madrid, está o Museu do Prado, o mais importante da Espanha. O prédio, parte de um complexo assinado pelo arquitecto Juan de Villanueva, foi projectado inicialmente para abrigar o museu e o gabinete de história natural. O "Museu Real de Pintura e Escultura", como era chamado inicialmente, foi fundado em 1819 pelo rei Fernando VII com obras coleccionadas pelos seus antepassados nobres. Hoje o Prado mantém telas de Goya, Velásquez, Rivera, El Greco e ainda várias de Zurbarán e Murillo. Além de reunir o que há de mais importante da escola espanhola, o Museu do Prado possui uma significativa colecção de arte italiana (Fra Angelico, Tintoretto, Bellini) e também da escola flamenga (Van der Weyden, Van Dyck, Rembrandt).


Madrid é uma cidade com mais de 3 milhões de habitantes, situada no centro geográfico do país. Pensa-se que o seu nome poderá derivar da palavra árabe "magerid". Conquistada dos mouros em 939, pelo rei Ramiro II, só em 1083, com D. Afonso VI, passaria definitivamente para a posse dos reis cristãos e seria elevada à categoria de capital espanhola apenas no reinado de Filipe II em 1561. Devido ao seu isolamento geográfico, só depois da chegada da linha férrea no séc. XIX, é que se tornou na maior cidade da Espanha.

Almoço em restaurante local.


Durante a tarde, visita ao Monumento da Solidariedade Internacional na luta contra o fascismo, localizado na Serra de Jarama, local de uma batalha famosa e ao Museu da Batalha de Jarama, que retrata muito bem os pontos de maior interesse da Guerra civil espanhola.

Regresso a Madrid. Jantar e alojamento.


3º Dia - Madrid / Burgos/ Bilbao

Pequeno-almoço no hotel. Em hora a combinar localmente, saída em autocarro de turismo com destino a Burgos. Chegada e início de uma visita panorâmica com guia local aos pontos de maior interesse da cidade como a fantástica mostra de arte gótica, muito bem representada na Catedral de Burgos, as suas ruelas, os Mosteiros de Las Huelgas, o Mosteiro de San Pedro de Cardena, o castelo de Burgos e os seus diferentes arcos que rodeiam a cidade.

Almoço em restaurante local.

Durante a tarde, saída para Bilbao. Chegada e visita ( interior) do Museu Guggenheim.


Este museu de arte contemporânea, situado na cidade basca de Bilbao, foi inaugurado em 1997. Projectado pelo arquitecto norte-americano Frank Gehry, é hoje um dos locais mais visitados de Espanha. O seu projecto faz parte de um plano de revitalização de Bilbao e, hoje em dia, recebe visitantes de todo o mundo, contribuindo assim para que Bilbao não fosse apenas uma cidade comercial mas também cultural.


Instalação no hotel. (hotel 4*- central)

Jantar e alojamento.


4º Dia - Bilbao/ Guernika/ San Sebastian

Pequeno-almoço no hotel. Saída para Guernika, cidade famosa por ter sido o primeiro alvo civil a ser bombardeado e arrasado pela aviação de Hitler, aliado de Franco na guerra civil espanhola. Visita panorâmica do Memorial dos Mártires da Guerra Civil.

Almoço em restaurante local.

Partida para San Sebastian. Chegada e instalação no hotel.

Jantar e Alojamento em hotel ( 4* central).

5º Dia - San Sebastian/ Zaragoza

Pequeno-almoço no hotel. Visita da cidade com guia local aos pontos de maior interesse turístico de San Sebastian como o Bairro Antigo, Monte Igueldo (com vistas espectaculares da cidade e da baia) e pelo Paseo de la Concha.


Almoço em restaurante local. ( San Sebastian)

Em hora a determinar, saída para Zaragoza. Chegada e instalação no hotel.

Jantar e Alojamento em hotel ( 4* central).


6º Dia - Zaragoza/ Barcelona

Pequeno-almoço no hotel.

Durante a manhã, visita com guia local à antiga capital do reino de Aragão um dos reinos mais poderosos que existiram na Península Ibérica. Zaragoza foi igualmente muito abalada pela guerra civil espanhola.

Almoço em restaurante local.

Em hora a determinar, saída para Barcelona.

Jantar e Alojamento em hotel ( 4* central).


7º Dia - Barcelona

Pequeno-almoço no hotel. Saída em autocarro de turismo com guia oficial para uma visita ao lado moderno da cidade. Começamos por um "tour" no Paseo de Garcia (rua mais comercial de Barcelona) para admirar a Battlo e Casas Mila e o La Pedrera, uma das obras ímpares de Gaudí.

Passagem pelas estátuas da guerra civil de Espanha.


Restaurada a democracia após a morte do ditador Franco, um novo desenvolvimento cultural e urbanístico acontece, com uma crescente participação da população civil, dotando a cidade de grandes infra-estruturas dignas de uma metrópole moderna e cosmopolita atractiva para o turismo. Nesta última etapa celebraram-se os Jogos Olímpicos de Verão de 1992 e o Forum Universal das Culturas em 2004.


Almoço em restaurante local.

Continuação para ver a famosa catedral dedicada à Sagrada Família. Chegada e visita (interior) desta bela obra-prima mas inacabada de Gaudi.

Jantar. Alojamento.


8º Dia - Barcelona/Lisboa

Pequeno-almoço no hotel. Dia livre para últimos passeios e visitas a gosto pessoal. Em hora a determinar localmente, partida para o aeroporto e embarque no voo TP 1047 pelas 20h05 com destino a Lisboa. Chegada prevista para as 21h00.


Fim de Viagem


PREÇOS POR PESSOA ( minimo 20 pax ):

Em Quarto Duplo: 1395,00€ ( Já inclui taxas: 110,85€)

Suplemento Single: 350,00€


O programa inclui:

Passagem aérea voo directo TAP de Lisboa/ Madrid- Barcelona/ Lisboa ;

07 Noites de alojamento em hoteis de 4* centrais em cada cidade;

Pensão Completa conforme programa acima mencionado; desde o almoço do 1º dia ao jantar do último dia;

Visitas panorâmicas com guia local em Madrid; Burgos; Bilbao; Guernika; San Sebastian e Barcelona;

Entradas: Museu D. Sofia; Museu de Jarama; Museu del Prado; El Escorial; Museu Guggenheim e Sagrada Família;

Acompanhamento por um guia da Admedic Tours durante toda a viagem;

Seguro Multiviagens (capital de 25.000,00 Eur.);

Taxas de aeroporto, combustível e de segurança; ( podendo alterar até à data da emissão dos bilhetes, pelo que os valores terão que ser revistos nessa altura).


O programa exclui:

Quaisquer outros serviços não mencionados;

Bebidas nas refeições;


Favor notar: Valores sujeitos a disponibilidade no acto da reserva


Notas importantes:


1. Mínimos: Preços válidos para um mínimo de 25 participantes e para o mês de Maio de 2011.

 

Organização da URAP - União de Resistentes Antifascistas Portugueses e da Agência "admedic TOURS" em Lisboa

 

Cumprindo o programa de acção para os anos 2011/2012, a URAP, dentro dos seus princípios de divulgar toda a luta antifascista, realiza de 11 a 18 de Maio/2012, o passeio guiado a algumas das localidades da Guerra Civil espanholas.


Breve Resumo Histórico


A 18 de Julho de 1936, generais fascistas sublevaram-se contra a República de Espanha. Não contam com a energia revolucionária das massas, capaz de forjar um exército de "novo tipo", formado por operários, camponeses e intelectuais.

A Frente Popular criou uma força militar que, conjuntamente com internacionalistas de 50 países - BRIGADAS INTERNACIONAIS - deram mostras de uma heroicidade sem limites em defesa do ideal da Paz e da Liberdade.

Apesar da sua abnegação e coragem, o Povo Espanhol foi derrotado. A desproporção das forças e meios era muito grande.

A Itália de Mussolini, enviou para Espanha, além de toneladas de armas ligeiras e de bombas, 950 tanques e carros de combate, 91 barcos de guerra e submarinos e mais de mil aviões.

A Alemanha nazi, terá enviado um volume de material de guerra muito semelhante à italiana.

O apoio e intervenção militar de Portugal em Espanha, também não deve ser minimizado: o número de militares portugueses incorporado nas tropas franquistas, alemãs e italianas, ultrapassou os 20.000, para além de todo o apoio logístico e diplomático, que Salazar proporcionou aos golpistas fascistas.

O apoio da União Soviética, a milhares de quilómetros de Espanha, apesar da solidariedade dos antifascistas do mundo inteiro, não conseguiu vencer a poderosa santa aliança composta pelas forças nazi-fascistas da Alemanha, Itália e Portugal, bem como às das democracias liberais da Inglaterra, França e Estados Unidos.


Na situação que vivemos hoje, em que se branqueia o fascismo, em que os povos sofrem verdadeiros atentados contra a sua soberania e os seus direitos conquistados a pulso, é nosso dever lutar contra o esquecimento do que se passou em Espanha de 1936 a 1939, dos trágicos bombardeamentos contra cidades como Guernica, de todas as atrocidades cometidas contra cidadãos indefesos, mas também relembrar o que se passou em Espanha, como um exemplo da força de um Povo e da abnegada solidariedade internacionalista dos jovens que de toda a parte do mundo quiseram vir ajudar a República de Espanha.

Jovens que em Barcelona, em Novembro de 1938, ouviram de Dolores Ibarruri (A Passionária) as belas e emocionadas palavras de despedida:

"Podeis partir orgulhosos, sois a história, sois a lenda, sois o exemplo heróico da solidariedade e da universalidade da democracia (...) Não vos esqueceremos e quando a oliveira da paz florir, entrelaçada nos louros da vitória da República Espanhola, regressai!