A Federação Internacional de Resistentes protesta contra o encontro das SS na Estónia

logo_fir.jpgNunca mais uma Europa das SS
Declaração da FIR

É com profunda indignação que a Federação Internacional de Resistentes (FIR) - Associação Antifascista observa os representantes políticos da Estónia e a sua atitude de uma vez mais autorizar no final de Julho uma comemoração pública de antigos criminosos de guerra das divisões das SS da Estónia e da Letónia em Sinimäe. Para além dos veteranos das SS, vários jovens da extrema-direita estiveram presentes, designando a "Legião Estónia" como "combatentes pela liberdade" e "heróis da independência".

É particularmente vergonhoso que os representantes do Governo da Estónia não se tenham demarcado publicamente deste encontro. Para além do mais, o deputado Trivimi Velliste anunciou que o ministro da Defesa da Estónia Mart Laar prometeu que os integrantes da 20.ª divisão das SS receberiam automaticamente o estatuto de "combatentes pela liberdade". Consequentemente, o ministro dos Negócios Estrangeiros da Estónia afirmou também que quaisquer críticas formuladas acerca desta iniciativa estavam erradas e baseadas em "estereótipos ideológicos". Falou-se mesmo em "manipulação ideológica".

A FIR afirma de forma clara o seguinte:

Os crimes das SS não são "manipulação ideológica", tendo antes ficado provados no Tribunal Internacional de Nuremberga depois da Segunda Guerra Mundial.

As SS assumiram-se em toda sua estrutura como uma organização criminosa.

Não pode ser aceite que um Governo da Comunidade Europeia acredite que pode ignorar este documento fundamental do direito internacional.

Esperamos que o Governo da Estónia - como parte de uma Europa Unida - cesse qualquer tipo de reabilitação das associações das SS.

Estamos com todas as organizações antifascistas da Europa no seu envolvimento activo contra o revisionismo histórico e a reabilitação das divisões das SS.

O Fascismo não é uma opção política, mas um crime!


Em nome do Comité Executivo da FIR,


Vilmos Hanti Ulrich Schneider

Presidente Secretário-Geral

 

Berlim, 3.8.2011