Contra a violação das liberdades

manif_sem_medo_s.jpgAtenta às violações às liberdades que se passam no nosso país, a URAP expressa o mais vivo repúdio pela repressão exercida hoje pela polícia, em Alhandra, contra utentes da CP que se manifestavam pacificamente junto à Estação dos Caminhos de Ferro, contra o aumento dos transportes. A URAP considera que actos como os que se passaram em Alhandra, em que a polícia chegou a disparar um tiro para o ar e prendeu dois participantes, não são compatíveis com o Estado Democrático.
A URAP está solidária com todos os que não se calam nem se conformam com o retirar de direitos conquistados com o 25 de Abril e saúda a decisão da realização da concentração de protesto contra as violações das liberdades, para amanhã, dia 30, em Alhandra, junto à Estação da CP.