Manifestação de antigos SS e deputados em Riga

logo_fir.jpgA URAP junta-se ao Comité Belga da Federação Internacional dos Resistentes (FIR) para protestar veementemente contra a manifestação em Riga, capital da Letónia, no passado dia 16 de Março, de legionários das Waffen SS (SS Armada) e de deputados do grupo parlamentar "Todos pela Letónia".

O Comité Belga afirma, em comunicado, que esta manifestação "é uma injúria contra a memória de milhares de combatentes e resistentes da coligação aliada bem como dos milhões de vítimas da barbarie nazi".

Depois de assinalar que a Letónia integra a União Europeia e recebe fundos europeus, o Comité lembra que foi "a coligação aliada com a ajuda das organizações dos Resistentes dos povos da Europa que venceram a barbárie nazi e não o contrário".

O comunicado questiona ainda se "a Letónia se tornou num país de tendência fascista, com simpatia pelo sistema nazi hitleriano", e por que é que estas manifestações "são autorizadas em Riga e têm a participação de deputados".  

Ao mesmo tempo que apela à divulgação do comunicado, assinado por Jean-Jacques Bouchez e Joseph Pirlet, respectivamente Secretário Nacional e Presidente da FIR - Bélgica, assinala a importância que actos como este têm no "encorajamento das jovens gerações ao regresso aos valores xenófobos anti-semitas que conduziram ao sistema hitleriano".