"A Europa e as novas ameaças do fascismo no 67º aniversário da derrota do nazismo" em debate

santa_iria_debate_a_europa_e_ameacas.jpg"A Europa e as Novas Ameaças do Fascismo no 67º Aniversário da Derrota do Nazismo" foi o tema de um debate promovido pelo núcleo da URAP de Santa Iria de Azóia, destinado a analisar a situação europeia durante e após a II Guerra Mundial, o papel da União Soviética, as conquistas sociais nos países capitalistas e a sua influência nos países que permaneceram sob o domínio de regimes fascistas, como Portugal e Espanha.

Aurélio Santos, do Conselho Nacional da URAP, foi o principal orador e destacou algumas situações contemporâneas preocupantes - já amplamente denunciadas pela Federação Internacional dos Resistentes (FIR) - em países da União Europeia, referindo-se em particular aos resultados das últimas eleições em França e na Grécia, onde se registou o avanço de forças pró-fascistas e neo-nazis, apesar da derrota eleitoral dos partidos do governo.

Os cerca de 30 participantes lembraram a situação em Portugal antes do 25 de Abril e as actuais ameaças decorrentes dos ataques aos direitos, liberdades e garantias dos trabalhadores por parte do governo português a mando dos mercados internacionais.

A sessão, realizada a 12 de Maio passado, encerrou o ciclo de iniciativas do núcleo de Santa Iria de Azóia no âmbito das comemorações do 38º aniversário do 25 de Abril.