Núcleo da URAP de Vila Franca de Xira lança "Forte de Peniche, Memória Resistência e Luta" em Alhandra

lancamento livro peniche s3O livro "Forte de Peniche, Memória Resistência e Luta", uma edição da URAP destinada a divulgar o Forte de Peniche como cadeia política e a vida dos antifascistas lá encarcerados, está a ser lançado um pouco por todo o país pelos núcleos da URAP, desde 4 de Maio quando a edição foi apresentada na sede da Fundação José Saramago, na Casa dos Bicos, em Lisboa.

 

Organizada pelo núcleo da URAP de Vila Franca de Xira e o apoio da Junta da União de Freguesias de Alhandra, São João dos Montes e Calhandriz, decorreu dia 30 de Junho mais uma sessão de lançamento do livro com a presença de José Ernesto Cartaxo, ex-preso político naquela cadeia.

 

lancamento livro peniche s1Presentes igualmente na mesa do evento Bento Luís, dos corpos sociais da URAP, Mário Cantiga, presidente da Junta de Freguesia, e Domingos Lobo, escritor e crítico literário.

 

Os participantes na sessão valorizaram o papel das populações de Alhandra e arredores na luta pela liberdade durante o período do fascismo em Portugal, originando um animado debate com os presentes que relataram a sua própria experiência.

 

lancamento livro peniche s2Seguiu-se um momento cultural do duo "Dois de Palavras", constituído por Domingos Lobo e Manuel Diogo, que leram poemas, alguns do próprio livro.

 

Em "Forte de Peniche, Memória Resistência e Luta" encontramos temas como o preservar da memória do Forte, a breve história da fortaleza, as diversas fugas para retomar a luta - nomeadamente a fuga colectiva de 1960 que incluía Álvaro Cunhal -, a libertação dos presos a 27 de Abril de 1974.

No final, a obra traz o nome das 2.494 pessoas que ali estiveram detidas, um levantamento feito pela URAP.