Fortaleza de Peniche acolhe monumento aos ex-presos políticos

Peniche e a sua fortalezaDisseram não
para que a água da vida corresse limpa

 

Um cubo em aço com 25 quadriculados que terminam em asas, com também 25 hastes no seu interior, que representam os prisioneiros, assente num espelho de água, compõe o monumento de homenagem aos presos políticos que estiveram encarcerados na Fortaleza de Peniche, para a qual convidamos todos os antifascistas portugueses.

 

No dia 9 de Setembro, às 16h00, dentro das velhas muralhas, logo a seguir ao Parlatório, mas ao ar livre, e já quase frente aos blocos prisionais, poderemos honrar e agradecer aos cerca de 2.500 combatentes pela liberdade que, entre 1934 e 1974, passaram pela cadeia do Forte de Peniche.

 

O monumento da autoria de José Aurélio é da responsabilidade do Município de Peniche e da URAP-União de Resistentes Antifascistas Portugueses e vai contar, no futuro próximo, com um outro: um memorial aos ex-presos políticos, onde devem ser gravados, um a um, todos os nomes, dos que com tanto sofrimento resistiram corajosamente no longo caminho da luta pela liberdade até à Revolução do 25 de Abril de 1974.

ver making of

 

 

Com a inauguração deste monumento, bem como a exposição aberta no segundo piso no bloco C e a colocação do extenso painel com o nome de todos os presos nas paredes da antiga sala do governador, onde no dia 27 de Abril passado reuniu-se o Conselho de Ministros, prevê-se um crescente interesse e um aumento das visitas ao Forte.

 

O Forte de Peniche é já hoje um dos locais mais visitados do país e sê-lo-á ainda mais quando se completar a sua recuperação, erguido o verdadeiro museu nacional da resistência, o centro interpretativo da velha Fortaleza, reorganizados os espaços para uma vivência cultural permanente em que a população de Peniche sinta também orgulho.

 

Por tudo isso venham, venham ver o novo monumento, ver a nova exposição, ver o mar a partir do Forte, percorrer este magnífico espaço agora com o redobrado sabor do valor da liberdade.