Arquitecto João Barros Marques vence concurso para as obras na Fortaleza de Peniche.

expo projectos museu resistencia s1A equipa do Atelier AR4 coordenada pelo arquitecto João Barros Marques venceu o concurso público de arquitectura para o futuro Museu Nacional da Resistência e da Liberdade, na Fortaleza de Peniche, lançado pela Direcção-Geral do Património Cultural (DGPC) e pela Ordem dos Arquitectos, entre 22 candidaturas.


João Barros Marques propõe a "sobreposição de percursos de diferente natureza, nunca perdendo, cada um deles, autonomia, significado ou fluidez no seu conjunto e manter os valores arquitectónicos com interesse patrimonial, não deixando de se abrir a leituras mais contemporâneas".


Os projectos de arquitectura concorrentes para o Museu Nacional da Resistência e da Liberdade estão expostos no Museu de Arte Popular, em Lisboa, até 16 de Setembro, após a cerimónia de inauguração, dia 20 de Junho, presidida pelo ministro da Cultura, Luís Filipe Castro Mendes.


expo projectos museu resistencia s3Segundo o presidente da Câmara Municipal de Peniche, Henrique Bertino, os trabalhos concorrentes ao concurso promovido pela Direcção-Geral do Património Cultural (DGPC) com a assessoria técnica da OASRS seguirão depois dessa data para Peniche, onde ficarão abertos ao público.
A cerimónia de inauguração, que abriu com a apresentação da emissão filatélica dedicada ao Ano Europeu do Património Cultural 2018, contou com uma apresentação do projecto vencedor, feita pelo arquitecto João Barros Matos.

 


O júri do concurso foi composto pelos arquitectos Alexandre Alves Costa (presidente), João António Serra Herdade, João Mendes Ribeiro e Sofia Aleixo e o designer Henrique Cayatte.

 


expo projectos museu resistencia s2Segundo o OASRS, a concepção para a elaboração do projecto de arquitectura do Novo Museu Nacional da Resistência e da Liberdade na Fortaleza de Peniche teve como objectivo a "recuperação, requalificação e valorização da Fortaleza de Peniche, Monumento Nacional na consciência colectiva nacional com vista ao fortalecimento do sentimento de identidade partilhada. Desde a sua construção, a história da Fortaleza está marcada por acontecimentos relevantes da história de Portugal, como a defesa da soberania nacional; as invasões napoleónicas; as lutas liberais; a opressão do regime fascista; e o acolhimento dos regressados das colónias portuguesas após o 25 de Abril de 1974.