Sessão pública para debater forte de Peniche

2o ano peticao peniche casa alentejo s2José Pedro Soares, ex-preso político e membro da Comissão de Instalação dos Conteúdos e da Apresentação Museológica (CICAM) do futuro Museu Nacional da Resistência e Liberdade, apelou, dia 2 de Outubro, para que a 27 de Abril de 2019 seja inaugurada parte do museu na Fortaleza de Peniche.

 

 

 


2o ano peticao peniche casa alentejo s3O orador falava na Casa do Alentejo, em Lisboa, perante mais de duas centenas de pessoas sobre o atraso dos trabalhos na Fortaleza e sugeriu que "pelo menos o monumento aos presos políticos" seja inaugurado nessa data, inicialmente marcada pelo ministro da Cultura, Luís Filipe Castro Mendes, para abertura do museu, vontade essa que ficou expressa em Moção aprovada por unanimidade por todos os presentes.

 

 

 

 


2o ano peticao peniche casa alentejo s4Na sessão pública, promovida por ex-presos políticos e primeiros signatários da petição, há dois anos, contra a concessão a privados do Forte de Peniche, José Pedro Soares fez um balanço do andamento dos trabalhos, Domingos Lobo apresentou o livro editado pela URAP "Peniche - Memória, Resistência e Luta". Contou ainda com a música de Francisco Naia, José Carita e Manuel Freire, e a poesia de António Borges Coelho, lida por Vanessa Borges.

 

 

 

2o ano peticao peniche casa alentejo s5A URAP, que apoiou igualmente a sessão, editou em Maio de 2017 o livro "Forte de Peniche, Memória Resistência e Luta", no qual constam, nomeadamente, temas como preservar a memória do Forte, a breve história da fortaleza, as diversas fugas para retomar a luta – entre as quais a fuga colectiva de 1960 que incluiu Álvaro Cunhal -, e a libertação dos presos a 27 de Abril de 1974. Contém igualmente o nome dos 2.498 presos políticos que estiveram na fortaleza.