Inaugurada peça escultórica evocativa da libertação dos presos de Caxias

inauguracao monumento caxias 6s"Era Abril e do escuro, mais escuro, rompeu a aurora da nossa liberdade", pode ler-se agora na pedra calcária que ladeia a peça escultórica evocativa da libertação dos presos políticos que no dia 26 de Abril de 1974 se encontravam encarcerados pelo regime fascista na cadeia de Caxias.

 

Sérgio Vicente, autor da escultura, inaugurada dia 10 de Junho junto à estação da CP de Caxias, explicou o significado da mesma, salientando que pretendeu que fosse um apelo à liberdade e à democracia.

 

O ex-preso político e membro da direcção da URAP José Pedro Soares falou em representação dos ex-presos de Caxias que se encontravam presentes, sublinhando a importância do monumento, e recordou de forma vibrante e emotiva episódios dramáticos vividos na prisão.

 

inauguracao monumento caxias 2sJosé Pedro Soares sugeriu ainda que, a exemplo do que aconteceu no Museu Nacional da Resistência e Liberdade, em Peniche, sejam gravados junto à escultura o nome de todos os presos que passaram pela prisão de Caxias.

 

Soares Rodrigues, da Associação 25 de Abril, historiou o papel do Movimento das Forças Armadas no derrube da ditadura, e mencionou o nome dos oficias que estiveram directamente envolvidos na libertação dos presos políticos.

 

O presidente da Câmara Municipal de Oeiras, Isaltino de Morais, que encerrou a sessão, lembrou a importância do concelho na organização do Movimento dos Capitães, tendo referido que muitas das reuniões preparatórias ali se tinham realizado. O autarca salientou a importância do local onde o monumento ficou implantado e a sua grande visibilidade.

 

inauguracao monumento caxias 4sA peça escultórica encontra-se em frente da estação ferroviária de Caxias, junta da entrada da Quinta Real, onde durante a ditadura elementos da PIDE permaneciam com cães para intimidar os familiares dos presos, que de longe os vinham visitar.

 

A cerimónia terminou com um curto momento cultural de música e poesia, tendo sido tirada uma foto de família com todos os ex-presos presentes a fim de perpetuar o acto.

 

 

 

 

inauguracao monumento caxias 3sO monumento é composto por uma escultura em aço, e uma faixa pedonal, com várias inscrições, nomeadamente o número de presos por cada ano, desde 1936 até 1974, apurado num trabalho realizado pela URAP junto da Torre do Tombo.