Análise

chilenos comemoram aprovacao de assembleia constituinte no pais 1603704726272 v2 450x337A URAP, como organização de antifascista e resistentes portugueses, saúda o povo chileno pela decisão, em referendo, de substituir a Constituição do país em vigor há 40 anos, elaborada no tempo da ditadura militar de Augusto Pinochet (1973-1990), por uma lei fundamental democrática e progressista.


O referendo de domingo, dia 25 de Outubro, venceu por 78,3% de votos a favor, face a 21,7% contra, num universo de 14,5 milhões de chilenos e com uma participação eleitoral de 50% dos eleitores, apesar da pandemia de covid-19 que afastou muitas pessoas e do recolher obrigatório, que foi aliviado nesse dia. Inicialmente esteve previsto para Abril passado.O Chile tem registado nos últimos dias uma média diária de mais de 1.000 novos casos de covid-19, totalizando cerca de maio milhão de casos e quase 14.000 mortes.


As ruas de Santiago e de outras cidades chilenas encheram-se de manifestantes para celebrar a vitória do “sim”, enquanto o presidente do país, Sebastián Piñera, se congratulou com o resultado afirmando ser o “início de um novo caminho”, que culminará com um novo referendo em 2022.

Print Friendly, PDF & Email

Pág. 1 de 6

Segue-nos no...

logo facebook

Boletim

foto boletim

Faz-te sócio


Ficha SócioInscreve-te e actualiza a tua quota
Sabe como

Quem Somos

logotipo urap

A URAP foi fundada a 30 de Abril de 1976, reunindo nas suas fileiras um largo núcleo de antifascistas com intervenção destacada durante a ditadura fascista. Mas a sua luta antifascista vem de mais longe.
Ler mais...
União de Resistentes Antifascistas Portugueses - Av. João Paulo II, lote 540 – 2D Loja 2, Bairro do Condado, Marvila,1950-157, Lisboa