Multas pesadas: Câmara do Porto proibiu a venda de cravos

Actual > Breves 

cravosÉ impossível falar do dia 25 de Abril sem falar de cravos vermelhos. Aquela flor assumiu-se como símbolo de uma revolução pacífica quando apareceu no cano das espingardas dos militares que levaram a cabo o golpe de estado. Há quem a apelide de Revolução dos Cravos, mas ontem, cravos, só mesmo no nome. A Polícia Municipal andou em plena Avenida dos Aliados a multar as senhoras que vendiam cravos a quem passava. Marta foi uma delas. Ao JANEIRO disse que "desde que há 25 de Abril que venho para aqui vender". Mas ontem recebeu uma multa de 75 euros. "Este presidente da câmara está a fazer uma figura muito triste", disse a vendedora, garantindo que "os cravos que trouxe vão todos para o lixo".

Texto publicado no jornal "O Primeiro de Janeiro"