Mobilização popular impede com sucesso encontro europeu de neo-nazis na Alemanha

Actual > Breves 

manifestacao_antifascista_coloniaA 20 de Setembro de 2008, mais de 40 mil pessoas, entre as quais membros de organizações da FIR, manifestaram-se contra o planeado encontro europeu de partidos e grupos racistas e neo-nazis em Colónia, Alemanha.

Tal foi noticiado no último boletim da FIR (Federação Internacional de Resistentes - Associação anti-fascista) no qual consta também uma referência à presença do presidente desta organização, Michel Vanderborght, no Encontro Internacional organizado pela URAP e o grupo parlamentar europeu GUE/NGL, subordinado ao tema "A democracia face ao branqueamento e reabilitação do fascismo".

Conforme refere o boletim da FIR, a convite do "pró-Colónia", representantes do "Vlaams Belang" (Bélgica), do "Freiheitlich Partei" (Áustria), da "Frente Nacional" (França), do "Lega Nord" (Itália) e do Partido Nacional Britânico tentaram anunciar a sua agitação racista. Contra esta provocação foi formada uma ampla aliança em Colónia com sindicatos, igrejas, organizações sociais e partidos políticos que se opuseram com sucesso àquela reunião com várias formas de luta. Numa primeira manifestação, junto à Catedral de Colónia, falou, em frente de 10 mil pessoas, o presidente da Câmara de Colónia, um representante da Igreja Católica, um companheiro do DDB e a FIR. O discurso do presidente Michel Vanderborght, que não pode estar presente por razões de saúde, foi lido pelo secretário-geral, Dr. Ulrich Schneider sob fortes aplausos dos manifestantes.