Violência Neo-fascista na Alemanha

neo nazis alemanhaartigo da responsabilidade da FIR - Fédération Internationale des Résistants- Newsletter 2019-27

Com grande preocupação, a FIR e as suas federações alemãs filiadas registam um aumento da violência neo-fascista na Alemanha. Alguns exemplos: A 2 de Junho de 2019, perto de Kassel, o presidente do governo Norte Hessiano, Walter Lübcke, foi assassinado por um neo-nazi com um tiro na cabeça. Lübcke, um membro da CDU, tinha defendido as políticas da chanceler Angela Merkel e do Governo Federal no Verão de 2015, num contexto de aceitar refugiados em reuniões de cidadãos, e descreveu o acolhimento de pessoas em fuga como uma obrigação humanitária. Quatro anos mais tarde, o neo-nazi Stephan Ernst alegadamente atingiu o político da CDU como um "protesto contra a política de refugiados".

 


O facto de que ele foi capturado de todo deveu-se ao grande contingente da polícia, que realizou investigações com grande pressão e detectou o perpetuador da rede nazi através da estrutura de ADN. Alguns dias atrás, o perpetuador declarou que tinha agido completamente sozinho. As federações anti-fascistas alemãs mantêm, todavia, que ele era um membro das redes Combate 18 e Sangue & Honra. Portanto, deve ser agora preocupação proceder contra as redes de terror neo-fascistas.


Que Stephan Ernst possa não ser um "ofensor individual" sobressai também no facto de que, alguns dias após o assassinato de Walter Lübcke, foram enviadas ameaças de morte contra a autarca de Colônia e um outro autarca do SPD da Renânia do Norte-Vestfália. No fim de Junho, houve ameaças de bomba contra edifícios públicos como as Câmaras de Zwickau, Erfurt e outras cidades. Aqui, também, os autores são encontrados no meio da extrema-direita.


Apesar destes factos, o Escritório Federal Alemão para a Protecção da Constituição minimiza o perigo da extrema-direita no seu último relatório anual e tenta descartar tais eventos como "casos individuais". Fica claro que estes escritórios contribuíram menos para a clarificação das estruturas de extema-direita do que para a cobertura dos actos e daqueles envolvidos no crime.
Em contraste, redes de esclarecimento anti-fascistas e a sociedade civil têm trazido à luz muitas das agora conhecidas estruturas neo-fascistas. Numa manifestação de federações anti-fascistas em Kassel, no fim de Junho, vários milhares de pessoas explicaram: "Exigimos o desvendar e a dissolução das estruturas fascistas no Norte de Hessen e em todo o lado! Exigimos a proibição e a dissolução da Combate 18! Levantamo-nos junto por uma sociedade aberta e solidária!"


A FIR apoia tal compromisso cívico-social contra forças neo-fascistas e requer que o Governo Federal Alemão mande sinais de uma clara política contra tais desenvolvimentos perigosos.