Estátua de Salazar em Santa Comba Dão? Não

Salazar posa para escultor numa cadeira em cima de uma mesaA imprensa relatou recentemente, sem que tenha sido desmentido, que a Câmara Municipal de Santa Comba Dão tem na sua posse duas estátuas do ditador fascista Oliveira Salazar e que tenciona colocar uma delas numa praça da cidade.

 

Para a URAP – União de Resistentes Antifascistas Portugueses, a promoção da figura do ditador visa o branqueamento do fascismo e vem na linha do projecto de abertura do Museu Salazar, com este ou outro nome, em Santa Comba Dão.

 

Num tempo em que um pouco por todo o Mundo se vê ressurgir o populismo e o fascismo, e em que os democratas amantes da liberdade se movimentam para a sua condenação e denúncia, lamentamos que uma autarquia prossiga este caminho no Portugal de Abril.

Isto, quando na vizinha Espanha, o governo do Partido Socialista ordenou a exumação do corpo do fascista Francisco Franco do Vale dos Caídos, uma exigência dos democratas espanhóis; e na Áustria, o ministro do Interior, Wolfgang Peschorn, anunciou que a casa onde nasceu Adolf Hitler será transformada numa esquadra da polícia, para que seja dado um "sinal inequívoco" de que não se tornaria num lugar para celebrar o fascismo.

 

Nesse sentido, a URAP está a recolher por todo o país uma petição para ser entregue na Assembleia da República para que, à semelhança do que aconteceu em 2007, este órgão de soberania possa condenar a criação de tal museu.

 

Nota enviada à comunicação social a 18 de Dezembro de 2019