dia 5 - Alhandra - a Tocha da FIR percorre freguesias de Vila Franca de Xira

DSC 0102A Tocha da Paz da FIR – Federação Internacional de Resistentes percorreu hoje a freguesia de Alhandra, numa iniciativa em colaboração com a União das Juntas de Freguesia de Alhandra, São João dos Montes e Calhandriz.

 

Mário Cantigas, presidente da União de Freguesias de Alhandra, São João dos Montes e Calhandriz, e Bento Luís, da direcção da URAP, falaram de manhã, na Praça 7 de Março, às centenas de pessoas que assistiram à recepção da Tocha e à inauguração da exposição que evoca o 70º aniversário do fim da II Guerra Mundial.

 

DSC 0124Anteriormente, cerca de 200 crianças das escolas básicas da freguesia desenvolveram uma coreografia alusiva ao teor da comemoração, num mini-espectáculo de movimento e cor para o qual muito contribuíram as professoras que as acompanhavam.


A tarde foi preenchida com uma parada pelo centro da vila. O desfile, que era encabeçado pela Charanga Juvenil dos Bombeiros Voluntários de Alhandra, cruzou as principais artérias, com passagem simbólica pela Praça Soeiro Pereira Gomes e pela Avenida dos Esteiros.


DSC 0083Apesar do cair da noite e do frio intenso que se fazia sentir, algumas centenas de pessoas incorporassem-se na marcha. No final do desfile, que começou e terminou na Praça 7 de Março, discursou José Pedro Soares, da direcção da URAP, que fez o enquadramento das "grandes lições" que a II Guerra Mundial nos trouxe.

 

 

 


IMG 6988O programa referente à passagem da Tocha por Alhandra incluiu ainda um concerto da Banda da Sociedade Euterpe Alhandrense, no palco principal daquela colectividade. Sob a batuta do maestro Armindo Pereira Luís foram tocadas as peças "Sá Música", de Jacob Hann, "Mercado Persa", de Albert W. Ketelbey, e "Killing me softly with this song", um tema de Norman Gimbel, que a voz de Aretha Franklin imortalizou.A este evento assistiram igualmente o presidente da Câmara Municipal de Vila Franca de Xira, Alberto Mesquita, e o vereador Nuno Libório.


IMG 6984As comemorações em Alhandra encerraram com as intervenções de Mário Cantiga, de Alberto Mesquita e de José Pedro Soares, todas elas abordando, de uma forma genérica, a II Guerra, com particular ênfase para o perigo do esquecimento e do branqueamento dos horrendos crimes civilizacionais que durante aquele período foram cometidos.


A primeira deslocação da tocha em Portugal ocorreu no Porto, a 29 de Janeiro, e seguirá agora para o Barreiro, Seixal, Setúbal, Almada e Lisboa, onde estará dia 12 de Fevereiro.

 

As comemorações do final da II Guerra Mundial já levaram a Tocha da Paz a vários países da Europa. O percurso iniciou-se na Bulgária, Macedónia, Hungria, Itália, Vaticano (tendo sido abençoada pelo Papa Francisco) e Israel.

 

O itinerário terminará em Berlim no mês de Maio e antes disso passará ainda por Espanha, Áustria, República Checa e Grécia