URAP presta homenagem a Sérgio Vilarigues

Foto sergio-vilariguesA URAP manifesta o seu profundo pesar pela morte do nosso companheiro SérgioVilarigues, um dos mais valorosos combatentes da luta contra a ditadura fascista, pela liberdade e democracia.
Sérgio Vilarigues foi um dos primeiros membros da nossa União e, como dirigente do Partido Comunista Português, um dos mais destacados participantes da luta antifascista ao longo de toda a sua vida.                                                                               

 

A URAP manifesta o seu profundo pesar pela morte do nosso companheiro SérgioVilarigues, um dos mais valorosos combatentes da luta contra a ditadura fascista, pela liberdade e democracia.

Sérgio Vilarigues foi um dos primeiros membros da nossa União e, como dirigente do Partido Comunista Português, um dos mais destacados participantes da luta antifascista ao longo de toda a sua vida.

Preso aos 19 anos quando colava tarjetas apelando à libertação de um jovem preso pela polícia fascista, Sérgio Vilarigues conheceu as duras condições dos cárceres de Salazar numa época em que a sua ditadura tinha como modelos os regimes de Hitler e Mussolini. Conheceu as masmorras dos Fortes de Peniche e de S. João Baptista, em Angra do Heroísmo, e fez parte da primeira leva de antifascistas deportados para o campo de concentração do Tarrafal, em Cabo Verde, que ficou conhecido pela sinistra designação de Campo da Morte Lenta.

Na sua passagem pelos cárceres fascistas Sérgio Vilarigues foi um exemplo da coragem e firmeza com que tantos antifascistas enfrentaram a violência repressiva do fascismo e os seus crimes.

Depois de libertado do Tarrafal, Sérgio Vilarigues prosseguiu a sua luta antifascista. Durante mais de 30 anos suportou as duras condições da clandestinidade, como militantes e um dos dirigentes do PCP mais procurados pela polícia fascista, até ao derrubamento da ditadura, com o levantamento nacional do 25 de Abril.

No Portugal democrático, Sérgio Vilarigues continuou activamente a sua luta antifascista, com importante intervenção, no plano nacional e internacional.

Em Setembro último, como representante da URAP, a convite do governo de Cabo Verde, Sérgio Vilarigues, esteve presente na comemoração dos 70 anos da abertura do Campo de Concentração do Tarrafal, tendo recebido por essa ocasião o título de Cidadão Honorário de Cabo Verde.

A URAP honra-se de ter tido nas suas fileiras, um combatente antifascista com o valor e o mérito de Sérgio Vilarigues e guarda a sua memória como incentivo à continuação da luta para que nunca mais o fascismo volte a manchar o mundo e a terra portuguesa.

 

Lisboa 9 de Fevereiro de 2007

 

                                                                                  A Direcção da URAP