Nota de imprensa constituição núcleo de Aveiro

URAP > Documentos 

Aveiro, 20 de Março de 2009

Aos democratas e antifascistas
Aos Órgãos de Comunicação Social

Caros Amigos. Exmºs Senhores.

Vimos, desta forma dar nota pública da constituição do NÚCLEO de AVEIRO da URAP - União dos Resistentes Antifascistas Portugueses, que se constitui formalmente a fim de prosseguir na região as actividades consignadas nos seus Estatutos (Publicados no Diário da República nº 129 - 3ª série de 02.06.1976), particularmente a divulgação de ideais e património de intervenção antifascistas.

Esta iniciativa surge num momento em que se acumulam elementos de desvirtuamento e ataque aos ideais e direitos democráticos, conquistados em 25 de Abril, e em que assistimos atónitos a operações mediático-comerciais ou de organizações neo-fascistas, que promovem o branqueamento sistemático da ditadura fascista e colonialista, da desgraça que ela comportou para o nosso país e os povos das ex-colónias e dos seus principais responsáveis e torcionários.

O Núcleo de Aveiro da URAP, constituído pelos antifascistas que abaixo assinam esta nota, inicia imediatamente a sua actividade, promovendo a 27 de Março, na Biblioteca Municipal de Aveiro, uma homenagem pública a Mário Sacramento, na ocasião do quadragésimo aniversário da sua morte.

Nessa sessão usarão da palavra, entre outros: Aurélio Santos, Coordenador Nacional da URAP; Carlos Candal, advogado; Jorge Sarabando, publicista; Jorge Seabra, médico.

Em breve serão divulgados outros elementos de informação sobre esta iniciativa e sobre a actividade do Núcleo de Aveiro da URAP.

Atenciosamente, saudações democráticas.

(Américo Freitas)

(António J. Coelho Lemos)

(António Luis Almeida)

(António Regala)

(Carlos Jerónimo)

(José Amaro)

(Manuela Seabra)

(Manuel Reis)

(Rosa Gadanho)