Intervenção na Inauguração do Monumento de Homenagem Aos Presos Políticos no Forte de Peniche

Intervenção na Inauguração do Monumento de Homenagem
Aos Presos Políticos no Forte de Peniche

 

Marília Villaverde Cabral (Coordenadora do Conselho Directivo da URAP)

 

Caros Amigos,


Trago uma fraterna saudação do Conselho Directivo da URAP para todos vós aqui presentes.


Há já uns anos que, numa reunião no Forte, mais propriamente ali na capela, com o senhor presidente da Câmara, António José Correia, o Tó Zé, como é tratado por todo o povo de Peniche e não só, reunião realizada no âmbito do Protocolo Câmara de Peniche - URAP, projectámos este sonho: conhecer os nomes de todos os homens que, pelo seu amor à Liberdade e ao seu Povo, aqui foram encarcerados e perpetuar a sua dedicação à luta por um país melhor. Depois de uma profunda investigação na Torre do Tombo, foram encontrados cerca de 2.500 nomes, homens das mais diversas profissões, das mais diversas idades, das mais diversas zonas do país. Depois de encontrados os nomes, havia que enriquecer a fortaleza com uma escultura-memorial, uma escultura que lembrasse que ali se sofreu, que ali se lutou, que ali se resistiu. Não foi fácil, mas conseguiu-se.

O nosso sonho concretizou-se, senhor presidente. Muito obrigada por todo o seu empenhamento, por toda a interajuda e, por seu intermédio, um obrigada à Câmara Municipal de Peniche e à Assembleia Municipal, cujos eleitos presentes, aproveito para saudar.


Obrigada, também, José Aurélio! A sua obra é tão linda! O horror das masmorras, a luta, a alegria da Liberdade, as aventurosas fugas serão perpetuados através dos tempos!


Com a bela frase "Disseram NÃO, para que a água da vida corresse limpa".


Falta-nos ainda o mural, com todos os nomes, um a um... Mas vamos Conseguir. Porque é preciso não esquecer. Lutar contra o esquecimento é a forma que temos de honrar os nossos heróis, os que felizmente estão entre nós e os que partiram. Mas é uma forma também de lutar contra o fascismo que, em muitos países, levanta cabeça e, em muitos casos, organizações que colaboraram com Hitler e os seus esbirros, são acarinhadas e homenageadas nos seus países e até em Instâncias Internacionais.


As sessões que organizamos, as visitas guiadas que fazemos ao Forte, com escolas e associações, são também um contributo para a História do nosso País. Sem vós, queridos companheiros ex presos políticos, que daqui saúdo, a URAP não conseguiria responder a esta tarefa tão importante.


Muitos de vós, com longos anos de prisão, costumam contar aos jovens o dia a dia dos presos, as suas aventuras para enganar os guardas com uma graça e uma alegria que os deixa admirados.


Como é que vós, companheiros, homens que tanto sofreram, que viveram as humilhações, as torturas, conseguem transmitir esta imensa alegria de viver?!


Vem-nos à memória as palavras de Álvaro Cunhal: "A alegria de viver e de lutar vem-nos da profunda convicção de que é justa, empolgante e invencível a causa por que lutamos."


É essa a razão..


Amigos,


Hoje, quando estamos aqui, não podemos deixar de lembrar que a fase seguinte é o Museu da Resistência. O Museu onde os jovens, possam vir consultar documentação para os seus trabalhos, onde se possam realizar debates e conferências, onde se possa vir visitar e ficar com uma ideia clara do que foi o fascismo, através de depoimentos, de documentos históricos, um Museu de que o Povo de Peniche se possa orgulhar, um Museu digno do Portugal democrático, um Museu que enriqueça a nossa história.


Hoje é um dia digno de Portugal em Liberdade: Homenageamos aqueles que estando junto a este lindo mar, não o podiam ver. Apenas ouviam o vento. Apenas ouviam o mar", dizia David Mourão Ferreira.


Queridos Amigos,


A URAP, herdeira da Comissão Nacional de Socorro aos Presos Políticos, vai continuar a luta que tem travado contra o branqueamento do fascismo. Nas suas possibilidades, aqui vos promete que vai continuar a esforçar-se para que a verdade histórica não seja deturpada e, assim honrar o legado que nos deixaram.

 

Peniche, 9 de Setembro de 2017