Impressionante abertura da exposição "Resistência Europeia" em Dortmund

artigo da responsabilidade da FIR - Fédération Internationale des Résistants

 

FIR expo dortmundNo início de Junho 2018, no maior local de encontro e de educação em Dortmund,a Casa de Dietrich Keuning, abriu a exposição da FIR "Resistência Europeia contra o nazismo 1922-1945". Frente a cerca de 150 convidados,incluindo muitos jovens, o Presidente da Câmara de Dortmund, Birgit Jörder,deu as boas vindas e enfatizou o significado do trabalho de lembrar os anti-fascistas para os cidadãos da cidade.

 

O Secretário-Geral da FIR, Ulrich Schneider, fez a introdução do conceito da exposição. No seu discurso inicial, ele explicou a concepção histórica e o foco substantivo desta exposição. Enfatizou que esta exposição deve ser uma "motivação" para hoje, não apenas para lidar com a história, mas também para contrariar derivas no desenvolvimento da ala direita. Durante o intervalo, ele fez uma breve volta com numerosos convidados e mostrou a implementação do conceito em obras seleccionadas.

 


O ponto alto da inauguração foi sem dúvida a aparição da testemunha Esther Bejarano (orquestra de 'raparigas' de Auschwitz), que leu partes das suas memórias e depois com o neto Joram e o Microfone da Mafia desenvolveu um concerto com canções anti-fascistas e Yiddish.


A exposição estará em Dortmund durante quatro semanas. Já anunciaram visitas numerosas classes escolares e grupos de jovens.

Além disso, a exposição será complementada com vários eventos relacionados. Entre eles uma leitura das filhas de Peter e Ettie Gingold, que lutaram na resistência francesa e uma noite de récita com actores de Dortmund que recitarão textos de autores famosos alemães sobre o fascismo e a resistência anti-fascista.


Na inauguração esteve presente uma equipa de televisão da WDR (TV pública) e a Rádio Livre (Free Radio) de Dortmund.