José Barata - breve biografia

jose barataJosé Júnior Barata

José Júnior Barata nasceu em Lisboa a 26 de Agosto de 1916 e foi preso a 17 de Outubro de 1936, tendo sido deportado 12 dias depois para o Campo de Concentração do Tarrafal, em Cabo Verde, com apenas 20 anos.

Mas a vida deste jovem que esteve no grupo inaugural - 36 dos quais marinheiros - do "Campo da Morte Lenta" tinha já sido muito dura. Começou a trabalhar como serralheiro da Construção Civil aos 13 anos.
Assentou praça (militar sem patente) na Armada com 16, foi grumete/marinheiro no Navio "Bartolomeu Dias".

Em 8 de Setembro de 1936, participou na Revolta dos Marinheiros o que o levou à prisão.
Preso e condenado pelo Tribunal Militar Especial só sairá do Tarrafal em 10 de Setembro de 1947 por razões de saúde, uma cirurgia a que foi submetido.
Mesmo assim, foi ainda preso por mais cinco anos na Penitenciária de Lisboa, Limoeiro e Forte de Peniche.

José Barata era sócio fundador da URAP-União de Resistentes Antifascistas Portugueses.

Foi condecorado com a Ordem de Comendador da Liberdade pelo Presidente da República, em 1999, por proposta de um grupo de camaradas, oficiais sargentos e praças. Em 2009, a Câmara Municipal de Almada, por sugestão dessa mesma comissão, ergueu um monumento, no Feijó, a que foi dado o nome de Monumento ao Marinheiro Insubmisso destinado a homenagear a coragem dos jovens que participaram da Revolta dos Marinheiros de 8 de Setembro de 1936.