"No limite da dor", livro de Ana Aranha e Carlos Adenar lançado em Peniche

CONVITE NoLimiteDaDor"No Limite da Dor", a série de programas com testemunhos de vários ex-presos políticos que foram torturados pela PIDE e submetidos a todo o tipo de torturas, iniciado a 04 de Janeiro último por Ana Aranha na Antena 1, passa agora a livro, em co-autoria com Carlos Adenar e vai ser lançado, dia 27 de Abril, na Fortaleza de Peniche.

A data de laçamento do livro, editado pela Parsifal, foi marcada em colaboração com a presidência da Câmara de Peniche para coincidir com o dia da libertação dos presos. Na ocasião, a edilidade vai colocar no forte uma placa em homenagem a esse acontecimento, para o qual convidou a URAP.


Os entrevistados são pessoas de diferentes formações políticas: do PCP à FAP, passando pelo MRPP e pelos Católicos Progressistas, muitos dos quais são membros da URAP. Todos, cada um à sua maneira, queriam um país livre e melhor. Alguns nunca prestaram declarações à polícia política, outros acabaram por falar quer em nomes de outros companheiros, quer sobre a organização a que pertenciam.

Nas conversas com Ana Aranha, agora em livro, estes homens e mulheres vão ao fundo das suas memórias, um exercício nem sempre fácil e por vezes doloroso. Falam dos sofrimentos, dos medos, mas também da coragem que sentiram na época e da forma como têm vivido e convivido com esta parte do seu passado.

A cerimónia realiza-se na Fortaleza de Peniche às 17:00 do dia 27 de Abril. A Câmara Municipal de Peniche disponibiliza um autocarro de ida e volta, a partir de Lisboa, em local ainda a designar. A saída de Lisboa é às 14:00, seguindo-se uma visita guiada ao forte e o lançamento do livro. O regresso está previsto pelas 18:30/19:00 e a chegada a Lisboa cerca de uma hora depois.